Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
26.12.08

“O Mundo dos Sinais”


Encerrado no teu mundo
perfeito e impenetrável
onde é difícil entrar
e interpretar os sinais,
desvendar os teus mistérios,
poder contigo brincar

Crias rotinas de vida
Que não deixas partilhar.
E finges que nem me vês.
No autismo dos teus sonhos
és um menino diferente...
Criança tão especial!

É na leveza das águas
que te soltas, que te entregas
às carícias de um amigo
que, apesar, de ser golfinho,
permites que te dê beijos
que agradeces com abraços

Conheces bem os seus sons
e respondes aos seus estímulos
com um sorriso rasgado
e captas as vibrações,
sabes sua linguagem,
com ele te comunicas.
A mim tu não te revelas,
sou só um simples mortal!


Fernanda Esteves 

 

 

 

 

 

link do postPor poesiaemrede, às 17:42  comentar

De poetaporkedeusker a 16 de Janeiro de 2009 às 22:59
Excelente desenvolvimento temático.
Parabéns.

De Velucia a 20 de Janeiro de 2009 às 02:20
Oi Fernanda

Senti na tua poesia que é uma criança especial
Se for especial na realidade, continue vendo-o assim, especial e normal.
A alma enquanto presa a um corpo parece não entender, mas saiba... a alma senti tudo, absolutamente tudo!
Só olhar ao espelho e perceber que além deste corpo há uma alma.

abraço.

De Vicente Queiróz a 10 de Fevereiro de 2009 às 21:50
Muito bonito o poema, parabéns!

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25

30


Leituras
blogs SAPO
Contador de visitas