Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
22.1.09

As flores e as cores

 

As flores são como as cores

Lindas e divertidas.

De várias espécies e feitios

Até das mais atrevidas.

 

Trazem recordações

E fazem lembrar canções.

Abrem corações

E criam muitas paixões.

 

O vermelho lembra o amor,

Mas também faz lembrar a dor.

E existem várias flores,

Desta cor.

 

O verde lembra a esperança

E o brilho da erva.

O azul faz lembrar o mar

Para onde quer que nos leva.

 

O amarelo lembra o Sol brilhante

E as pessoas elegantes.

O rosa lembra a cor,

Mas também a flor.

 

Existem várias cores

Todas com a sua característica,

Aprenda o seu significado

E seja mais ambientalista.

 

 

Telma Branco

 

 

link do postPor poesiaemrede, às 00:17  ver comentários (8) comentar

                        PERIGO
 
 
Vi uma garota dormindo
num sono puro de criança
vestia short e camiseta
suja e sem etiqueta
 
Simbolo concreto do menor carente
além de tudo era deficiente
faltava-lhe o pezinho esquerdo
senti vontade de acordá-la
mas tive medo...
Medo e insegurança
não daquela humilde criança
mas de não ter o que lhe ofertar ou para onde levar
A um hospital? A um conselho tutelar?
Se na verdade ela precisa é de um lar
 
Vi uma garota dormindo
exposta aos olhos de quem por ali passava
todos tinham um lugar a seguir um horário a cumprir
mas aquela criança não tinha sequer onde dormir...
 
Vi uma garota dormindo
não era apenas um sono infantil
era um sono sem esperança
e ainda dizem que as crianças são o futuro do Brasil...
Crianças que dormem nas ruas ,
sem cobertor e sem abrigo
Acorda Brasil!
que seu futuro estar correndo grande PERIGO!
                            
                          Lenice Ferreira
 

link do postPor poesiaemrede, às 00:15  ver comentários (3) comentar

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
15

19
21
23

27
28
29
31


Leituras
subscrever feeds
blogs SAPO
Contador de visitas