Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
31.12.08

   

    "integral

    

    dá-me de volta o vazio despretensioso

    do teu sorriso que perdi

    na vertigem irrevogável dos dias somados.

    

    lanço ao futuro os olhos semi-cerrados,

    procuro a inocência que já não trago,

    porque agora vive em ti.

    

    fosse a vida a pura soma dos sorrisos,

    e das gotas desse orvalho da manhã,

    que trazes nas tuas mãos de criança.

    

    fossem tão simples os gestos necessários de hoje,

    como as perguntas que nos fazes

    e límpido chegaria o dia de amanhã.

    

    trazes na tua pele integral o exemplo da pureza

    e já tantos te olham qual abutres o cadáver.

    

    
    tiago pedras

link do postPor poesiaemrede, às 00:11  comentar

De Isabel a 16 de Janeiro de 2009 às 12:43
Muito bom! Na minha opinião, este é o melhor poema até agora. Muito belo e sem banalidades lamechas...
Parabéns!!!

De Francisco de Aragão a 20 de Janeiro de 2009 às 08:05
Gosto particularmente deste poema. Muito bom.

Parabéns

De tiago pedras a 28 de Janeiro de 2009 às 21:59
obrigado. já percebi que este não é de todo o tipo de textos a concurso. mas agradeço as vossas palavras.

De Pedro Leitão a 29 de Janeiro de 2009 às 00:20
Muito interessante. Um dos melhores até agora em concurso.

De poetaporkedeusker a 2 de Fevereiro de 2009 às 01:16
Um bom poema, Tiago! Muito bom mesmo!

De Vicente Queiróz a 10 de Fevereiro de 2009 às 22:04
Não é o tipo de textos porquê? Eu acho que é um dos mais bonitos. Gosto principalmente da "crueldade" final.

De tiago pedras a 13 de Fevereiro de 2009 às 14:32
o "darkside" da poesia está de fora, só por isso. a generalidade dos outros poemas são leves e alegres.

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25

30


Leituras
blogs SAPO
Contador de visitas