Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
1.4.09


As Crianças

 

As crianças a brincar
E eu a olhar,
Sei deixar de pensar
Se iria voltar a ficar igual.

Estão sempre a cantar
E fazem-nos dançar,
São doces e carinhosos
E estão sempre babosos.

São a nossa razão de viver,
Nascem de nós
Tal como os nossos avós.
 
Eles são o fruto do nosso amor
E não nos deixam dor,
São traquinas e brincalhões
E estão nos nossos corações.

Fofinhos são
Tristes não ficaram,
Com o nosso amor e carinho
Apetece dar mais um beijinho.

 
Rita Santos

 

 

 

link do postPor poesiaemrede, às 00:07 

De Maristella a 18 de Julho de 2011 às 13:00
adorei esse site adoro ler e aprender brincando!
astou na 4ªserie estudo na escola municipal josé mozart tanajura sede bahia v.da conquista tenho 10 anos

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO