Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
22.1.09

As flores e as cores

 

As flores são como as cores

Lindas e divertidas.

De várias espécies e feitios

Até das mais atrevidas.

 

Trazem recordações

E fazem lembrar canções.

Abrem corações

E criam muitas paixões.

 

O vermelho lembra o amor,

Mas também faz lembrar a dor.

E existem várias flores,

Desta cor.

 

O verde lembra a esperança

E o brilho da erva.

O azul faz lembrar o mar

Para onde quer que nos leva.

 

O amarelo lembra o Sol brilhante

E as pessoas elegantes.

O rosa lembra a cor,

Mas também a flor.

 

Existem várias cores

Todas com a sua característica,

Aprenda o seu significado

E seja mais ambientalista.

 

 

Telma Branco

 

 

link do postPor poesiaemrede, às 00:17 

De KI a 22 de Janeiro de 2009 às 10:12
O q é tem a ver o poema com o tema?

De Isabel a 22 de Janeiro de 2009 às 16:47
"Artigo 5º
(Tema)
A Terceira Edição deste Prémio tem como tema "As Crianças", tema este que abrange Poemas Infantis, Poemas sobre Crianças e Poemas para Crianças."

Reproduzo aqui o artigo 5º do regulamento que se refere ao tema do prémio.
Feita a leitura, podemos considerar este poema como um poema "para crianças"(!), tal como outros que têm aparecido, e ainda bem porque se escreve pouca poesia para crianças.
Acrescento que não sou a autora do poema "As flores e as cores", mas senti vontade de responder por achar que a sua observação merecia resposta (o regulamento está na home page da poesia em rede, naturalmente!).

Mas o seu comentário, Ki, revela o problema do concurso deste ano, o tema.
Acho muito difícil julgar no mesmo pé poemas sobre crianças e poemas para crianças, a meu ver deveriam ser duas categorias: "poemas para crianças" e "poemas sobre crianças". Um poema “sobre crianças” é sobre crianças; um poema “para crianças” pode ser sobre tudo, isto para além da especificidade que implica a escrita de poesia para crianças!

Por fim, não gosto nada da ideia de "poemas infantis" que aparece no regulamento - não sei o que é isso: os poemas são infantis (?), são feitos por crianças(?)... deve ser ignorância minha... eu prefiro "poemas para crianças", expressão que também lá está.

Mas o problema maior é a avaliação justa de coisas tão diferentes.

Saudações poéticas

isabel

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
15

19
21
23

27
28
29
31


subscrever feeds
blogs SAPO