Poemas Apresentados ao III Prémio de Poesia em Rede - Publicação Provisória
26.1.09

Apenas Crianças

 

Duas pedras preciosas,

Com os olhitos a brilhar,

Duas crianças amorosas

Que ainda nem sabem gatinhar.

Dois botões a florescer

Que o futuro viu nascer!

 

Feições únicas, bem marcadas,

Narizitos tão diferentes,

Boquitas bem desenhadas,

Sorrisos doces e inocentes.

Dois meninos tão desejados,

Tão pequeninos, mas tão amados…

 

Já os vejo a correr atrás da bola,

Traquinas, felizes, cheios de vida,

Já os vejo a caminho da escola,

Enquanto penso em tanta criança perdida.

Tanta criança abandonada,

Sem pão… sem nada…

 

Crianças que crescem sem amor

Que pedem algum consolo,

Crianças que só conhecem a dor

Que procuram o carinho de um colo.

Crianças que são apenas crianças…

Em quem depositamos tantas esperanças!...

 

 

Dina Rodrigues

 

 

link do postPor poesiaemrede, às 23:55  comentar

De Andreia a 7 de Outubro de 2009 às 17:23
Olá, adorei este poema é lindo!
Eu sou também uma criança mas tenho pais e irmã que me adoram, e eu também os adoro!
Mas tenho muita pena das crianças que não têm pais e irmãs para os adorarem .
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá, adorei este poema é lindo! <BR>Eu sou também uma criança mas tenho pais e irmã que me adoram, e eu também os adoro! <BR>Mas tenho muita pena das crianças que não têm pais e irmãs para os adorarem . <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Estao</A> a achar estranho eu saber escrever no computador, eu sei mexer mais ou menos no computador, mas também já tenho 10 anos de idade! <BR>Eu quis fazer este comentário , porque eu sou criança e porque vi os outros comentários ! <BR>Dona Dina espero que você me responda! <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Xau</A> <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bjss</A>

Poesia em Rede
 
Poesia em Rede
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
15

19
21
23

27
28
29
31


blogs SAPO